Nasci em São Paulo, em 88, nas redondezas da avenida Santo Amaro e cresci entre o bairro do Brooklin e

a praia da Barra do Sahy, em São Sebastião, litoral Norte de SP. 

Hoje, continuo assim, vivendo e trabalhando entre SP e o litoral.

Sempre me vi criando alguma coisa, não tenho data pra dizer sobre o início dessa coisa.

Em 2010 me formei em artes visuais na Universidade Belas Artes de São Paulo.

Assim como eu, meu trabalho percorre diferentes ambientes e linguagens. 

Nele tem o desenho, a música, a poesia, a performance.

Desenho em diferentes superfícies: papel, madeira, parede, azulejo, pele e o que eu puder experimentar.

Mas o que você é?

Desenhista, tatuadora, pintora, muralista...?

Entre todas essas classificações, prefiro dizer que sou artista visual ou só artista.

Penso o desenho como uma escrita, um registro do pensamento traduzido por imagens.

Meus trabalhos já falaram sobre a investigação da identidade de coisas, pessoas e lugares ou a falta dessa, por meio de um processo constante de reconfiguração. Hoje, ele segue em transformação.

Minha produção parte do que vejo em meu entorno, do meu presente e do que sinto.