Quando as cortinas de ondas salgadas se abrem
A areia vira palco para
o grande espetáculo
das esculturas plásticas e metálicas
do ser humano
.
À céu aberto
Os animais que aqui se apresentam
se equilibram no desequilíbrio

do meio
Fazendo das esculturas
seus malabares
.
No movimento de reciclar
Sugerem que você descarte

noutro lugar e vá meditar
As bitucas na areia não são flores
para você os reverenciar

junho/2021

Barra do Sahy